Pular para o conteúdo principal

Hello World #2 - Vapor Wave

Musica para esse inicio de post:



 Ouvindo essa simples musica datável, ouvimos uma voz japonesa, um gif em looping e referencias a cultura pop dos anos 80 a 90. Isso é o Vapor Wave - numa maneira bem rasa de dizer. 

O traço da arte: com um estilo retrô bastante tendencioso e complexo, o Vaporwave usa também menes e outras referencias da cultura pop dos anos 80 e 90. 
 E o incrível: a musica é atual, composta (provavelmente) por alguém que não vivenciou ao todo na época de 80 e 90 e ainda consegue pegar toda a essência dessas musicas pops dessa época. Ou não...


Sobre sua origem, é difícil de explicar. Sabemos que chegou em 2010 e expandiu para fóruns como o 4 chan e Reddit. Nos estilos musicas, o Vaporwave tenta pegar um estilo mais nostálgico, com referências de comerciais, clipes obscuros, animes, Games (no caso chega até usar boots de consoles em seus clipes e artes de capa para compor os álbuns) e até chegar ao nível de usar musica para elevador e remixar.
Muita gente, de inicio rejeita o gênero pelo seu apelo visual, que, cai entre nos: é exagerado (mas isso é que faz o estilo ser único). Mas quando ouve alguns hits do canal do Youtube do ArtzieMusic, as coisas mudam:


 Já fui rabugento com o gênero, por julgar pelo aspecto visual, mas quando ouvi algumas musicas de alguns artistas (como Saint Pepsi) mudei o meu conceito e fico satisfeito por ter colocado baixas expectativas nesse gênero, de inicio: é interpresante apostar em criar algo diferente e usando coisas retrô. Quando ouvi, parece um New Wave muito mais experimental. Mas tem umas coisas bem bostas no meio (assim como qualquer outro gênero).
Relaxa que não é musicas altamente experimental a 8000!!!  
E para finalizar...

Asiste um pequeno documentário do canal Wolfenstein OS X falando sobre esse gênero.
 Ainda estou tentando voltar a exercer a escrever nesse blog. Trampo e cursos me fazem perder meio a vontade e pela falta de tempo também. Aposto que poucos estão lendo esse post, mas quem sabe pode ser uma "caixa do tempo": onde mais tarde releio e vejo as minhas opiniões passadas.
Obrigado.
   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[VERTIGO/DC] [HQ] 'O evangelho de Coiote' - Homem Animal

Preparando três cônicas para o blog, tive que fazer uma postagem rápida (e das boas) porque me enrolei e, quase, voltei para o zero.


Homem Animal. Pensou quem é esse Herói?
Um AquaMan em versão animal? Quase. Assim como Aquaman: depende da equipe criativa (Novos 52 mostra isso).

Homem Animal (Animal Man) é um personagem criado nos anos 60/70, isso quer dizer: "mais um".  E assim como qualquer "mais um herói", porque poucos tiveram salvação em não ficar esquecido, Homem Animal não teve essa sorte.
Mas o herói despertou curiosidade em algumas crianças na época, um deles foi Grant Morrison.
Do que viu de tão incrível nele? Olha sua introdução o porquê: Parte 1/ Parte 2/ Parte 3


Por que esse post tem o titulo de 'O Evangelho de Coiote' e não 'Homem Animal'?
Rapaz, 'O Evangelho de Coiote' foi um marco (ainda mais) para carreira de Morrison na DC. Mostrou ainda mais o lado filosófico usando metalinguagem. Nessa história Morrison usa o personag…

[REVISÃO] MAX PAYNE 3

Isso é uma velharia que fiz no curso técnico de Jogos Digitais. Um trabalho de conclusão de um módulo. Olhei de relance no meu Google Drive e decidi postar sem alterações. Poderia ter postado na RDG, mas, acabei com o blog...

O que posso dizer (agora) sobre Max Payne 3  é que: Não foi um game memorável, mas é bom. Foi lançado e menos de um ano a Rockstar anuncia mais um video de GTA V - com Radio Ga Ga de Queen no trailer. O hype foi mais elevado, abafando Max Payne 3.
Max Payne 3 é um "protótipo" de gameplay de ação de GTA V  - é muito visível pra quem jogou. Até o Bullet-Time está presente no personagem Michael.

Bom, fica ai o texto feito em DEZEMBRO DE 2012 - que época de ensino médio e técnico boa!

------

MAX PAYNE 3

Parece que a Rockstar teve várias missões: Conseguir fazer um Max Payne sem a empresa Remedy Entertaniment, superar os dois jogos antecessores (Max Payne e Max Payne 2), conseguir fazer um roteiro sem o toque do criador da série, Sam Lake. E o mais díficil: fa…

RECOMENDAÇÃO NETFLIX: Documentários de Metal e Games

Durante esse final de semana, vi três documentários na plataforma Netflix. Então, vou recomendar dois: 'Metal: Uma Jornada pelo Mundo do Heavy Metal' e Global Metal, porque são sensacionais (e obrigatórios).
 E tem mais um que vi e me deixou decepcionado (em partes) e vai ser o 1° que vou falar... Então, acompanhe a seguir:

(1/3) - [2014] Video Game: The Movie

  Esse documentário é mais uma tentativa fracassada de juntar 'grande orçamento' + Video Game. Video Game não é algo tão complexo para falar, temos ótimos canais de Youtube que falam sobre isso.
 Enfim: é mais um documentário para gente que não é habitue tanto ao universo Gamer. Com a narração de Sean Astin (Senhor dos Anéis e Goonies) o documentário tenta mostrar com uma estética de linha temporal muito boa... Aparenta.
 De inicio eles começam a falar da fase Atari (que foi muito bem explicado) mas, quando vai mais para frente sempre deixa uma parte nebulosa (buracos) na evolução dos consoles, sempre puxando ao…