Pular para o conteúdo principal

Recomendação: Diggin' in the Carts - Uma aula sobre trilha sonora de games retrô

Yuzo Koshiro - um dos (de muitos) compositor de trilhas de game da Sega.

Oba, oba, oba!

Hoje trago aqui mais um documentário, e das boas.

"Diggin' in the Carts".

 Quem curte musicas de games antigas, tipo: Streets of Rage, Sonic, Street Fighter e até de Arcades tem que assistir  Diggin' in the Carts. Sou muito fan de musicas da Sega (principalmente de Arcades) Out Run, Super Hang On - qualquer jogo - dá pra perceber são musicas originais. Não sabia que era um japonês mexendo num computador para tentar criar uma musica baseado numa tendencia das Américas e Europa. Nunca escutei em uma rádio essas trilhas, tinha as vezes que ia no Sound Effects só para ouvir as trilhas de Revenge of Shinobi e Streets of Rage (ambos compostos por Yuzo Koshiro) aquilo foi uma preparação de musicas que mais tarde iria ouvir, como Techno, e também fez buscar por outras trilhas sonoras de games.

Junko Ozawa - compositora que concretizou os games da Namco.
  Diggin' in the Carts é um documentário produzido pela Red Bull dividido em 6 partes. Cada parte especifica uma empresa de games, compositor e a contribuição que trouxe aos games japoneses nos anos 80-90. É interessante ver quando a entrevista é com um DJ (ou um compositor, que não seja de games) e falar o que foi inspirador para eles... É engraçado quando eles falam de games para Mega Drive e Super Nintendo são suas inspirações, mas, não sabiam quem era o compositor, porque antigamente muitos produtores mantém em sigilo o seu nome nos créditos e botava um pseudônimo até um certo tempo. Produzir um game antigamente era uma "brincadeira" e não o que vimos hoje.

Gimmick! é um game que ficou popular pela sua trilha sonora. Assiste esse documentário e veja a reação do compositor sobre a popularidade. É muito boa. 
Bom, uma snopse do documentário posso usar um trecho da abertura:

"O Japão influenciou o mundo de várias formas.
Através de sua comida e tecnologia, e também através de seus video games.
Escultamos mais musicas de video game do que qualquer outro tipo de musica da época.
No entanto, quase ninguém conhece os compositores daquelas musicas.
"Diggin' in the Carts" é um filme sobre homens e mulheres que inspiraram uma geração inteira com suas composições que se tornaram a maior exportação musical do japão."

Hiro - Outro famoso compositor da Sega. Fez as trilhas de Hang-On e Out-Run, por exemplo.
Durante esses episódios, vimos como era a produção de uma musica através desses compositores e vimos muitas dificuldades que eles passavam na época. Vale a pena ver cada episódio. Devore essa série, retro gamer.

Quer assistir? ÓTIMO! Aqui está o link de todos os episódios legendados em PT-BR*.

*Em alguns episódios. Mas use o tradutor para traduzir do espanhol para o português.

Todo Sábado um novo post!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[VERTIGO/DC] [HQ] 'O evangelho de Coiote' - Homem Animal

Preparando três cônicas para o blog, tive que fazer uma postagem rápida (e das boas) porque me enrolei e, quase, voltei para o zero.


Homem Animal. Pensou quem é esse Herói?
Um AquaMan em versão animal? Quase. Assim como Aquaman: depende da equipe criativa (Novos 52 mostra isso).

Homem Animal (Animal Man) é um personagem criado nos anos 60/70, isso quer dizer: "mais um".  E assim como qualquer "mais um herói", porque poucos tiveram salvação em não ficar esquecido, Homem Animal não teve essa sorte.
Mas o herói despertou curiosidade em algumas crianças na época, um deles foi Grant Morrison.
Do que viu de tão incrível nele? Olha sua introdução o porquê: Parte 1/ Parte 2/ Parte 3


Por que esse post tem o titulo de 'O Evangelho de Coiote' e não 'Homem Animal'?
Rapaz, 'O Evangelho de Coiote' foi um marco (ainda mais) para carreira de Morrison na DC. Mostrou ainda mais o lado filosófico usando metalinguagem. Nessa história Morrison usa o personag…

[REVISÃO] MAX PAYNE 3

Isso é uma velharia que fiz no curso técnico de Jogos Digitais. Um trabalho de conclusão de um módulo. Olhei de relance no meu Google Drive e decidi postar sem alterações. Poderia ter postado na RDG, mas, acabei com o blog...

O que posso dizer (agora) sobre Max Payne 3  é que: Não foi um game memorável, mas é bom. Foi lançado e menos de um ano a Rockstar anuncia mais um video de GTA V - com Radio Ga Ga de Queen no trailer. O hype foi mais elevado, abafando Max Payne 3.
Max Payne 3 é um "protótipo" de gameplay de ação de GTA V  - é muito visível pra quem jogou. Até o Bullet-Time está presente no personagem Michael.

Bom, fica ai o texto feito em DEZEMBRO DE 2012 - que época de ensino médio e técnico boa!

------

MAX PAYNE 3

Parece que a Rockstar teve várias missões: Conseguir fazer um Max Payne sem a empresa Remedy Entertaniment, superar os dois jogos antecessores (Max Payne e Max Payne 2), conseguir fazer um roteiro sem o toque do criador da série, Sam Lake. E o mais díficil: fa…

RECOMENDAÇÃO NETFLIX: Documentários de Metal e Games

Durante esse final de semana, vi três documentários na plataforma Netflix. Então, vou recomendar dois: 'Metal: Uma Jornada pelo Mundo do Heavy Metal' e Global Metal, porque são sensacionais (e obrigatórios).
 E tem mais um que vi e me deixou decepcionado (em partes) e vai ser o 1° que vou falar... Então, acompanhe a seguir:

(1/3) - [2014] Video Game: The Movie

  Esse documentário é mais uma tentativa fracassada de juntar 'grande orçamento' + Video Game. Video Game não é algo tão complexo para falar, temos ótimos canais de Youtube que falam sobre isso.
 Enfim: é mais um documentário para gente que não é habitue tanto ao universo Gamer. Com a narração de Sean Astin (Senhor dos Anéis e Goonies) o documentário tenta mostrar com uma estética de linha temporal muito boa... Aparenta.
 De inicio eles começam a falar da fase Atari (que foi muito bem explicado) mas, quando vai mais para frente sempre deixa uma parte nebulosa (buracos) na evolução dos consoles, sempre puxando ao…